Top 10 carros estranhos

Nem todo carro é agraciado com um design de encher os olhos (e esvaziar as contas bancárias) dos entusiastas da velocidade. Alguns, por falta de talento dos designers ou olho grande das montadoras, sofrem com desenhos estranhos e pouco atraentes. Confira, a seguir, uma lista com 10 carros estranhos já fabricados.

10. Stout Scarab – 1936

Criado por William Stout, um engenheiro de aeronaves que partiu para o design automotivo, o veículo visava integrar luxo e transporte. Era equipado com um motor V8 da Ford e teve menos de dez unidades produzidas.

9. Oeuf Électrique – 1942

O nome do veículo, em português , é Ovo Elétrico. Desenhado pelo francês Paul Arzens, a carroceria do carrinho de três rodas era feita de alumínio e moldada manualmente. Não preciso mencionar que o motor era elétrico, né?

8. General Motors Firebird I XP-21 – 1953

É um carro ou um avião? A General Motors o definia como um avião de caça com quatro rodas. Para a época, o motor até que era condizente com a proposta: gerava 370 cv de potência.

7. Ferrari 512 S Modulo – 1970

Conhecido por famosas e belas obras de arte automotivas, o Estúdio Pininfarina criou o modelo especialmente para o Salão do Automóvel de Genebra de 1970.

6. Lancia Stratos HF Zero – 1970

Criado por outro famoso estúdio, o Bertone, o protótipo deu origem ao magnífico Lancia Stratos e ficava a apenas 33 cm do chão. Devido ao tamanho reduzido, os ocupantes do carro tinham que entrar pelo para-brisa.

5. Bugatti Type 57S Compétition Coupé Aerolithe – 2007

O modelo foi inspirado no original, lançado na edição de 1935 do Salão de Paris. Para recriá-lo, a Bugatti utilizou fotografias antigas e até um desenho feito com tinta a óleo.

4. Ford Speedster – 1932

O automóvel era uma criação do filho de Henry Ford, Edsel, e do designer Eugene Gregorie. Era equipado com um motor Ford V8, acionado por meio de um botão. Não sei você, mas eu curti o estilo tijolão.

3. Tasco – 1948

O veículo foi produzido pela American Sports Car Company, montadora que encerrou as atividades brevemente. Com linhas mais retas, a inspiração para o design também veio de um avião utilizado na II Guerra Mundial.

2. Buick Centurion – 1956

Uma das peculiaridades do modelo era o teto e parte da carroceria transparentes com o objetivo de oferecer a maior visibilidade possível a motorista e passageiros. Infelizmente, o projeto deixou de lado a segurança.

1. Cadillac Cyclone – 1959

O design frontal com traços de foguete tinha a função de um controle de cruzeiro hoje. Ao sentir a aproximação de algo ou alguém, um alarme começava a apitar e os freios eram acionados automaticamente (o que, com a tecnologia da época, devia ser um perigo). Contudo, o desenho de Batmóvel faria sucesso com os fãs do homem morcego.

Top 10 momentos mais controversos de South Park

A controvérsia tem andado de mãos dadas com o South Park ao longo de suas 19 temporadas. Os criadores do clássico desenho do Comedy Central, Trey Parker e Matt Stone, admitem: “há alguns episódios de South Park onde nós estamos como “cara, como é possível que ninguém no processou?”.

Para celebrar os meninos de South Park – menos o Kenny, que é muito pobre -, decidimos eleger os 10 momentos mais controversos de South Park (e provavelmente os momentos que mais gostamos).

10. Proper Condom Use (s05e07)

Um dos primeiros episódios de South Park que enfrentou problemas para ser exibido na TV foi Proper Condom Use, uma sátira sexual nada politicamente correta. No episódio, Stan é flagrado enquanto “bate umazinha” para Sparky, seu cão de estimação, e seus pais culpam os professores da escola pela péssima educação sexual do guri. Logo, um grupo de funcionários despreparados estava ensinando as crianças sobre a importância dos preservativos, bem como posições sexuais nada tradicionais, como: hot lunch, filthy Sanchez, pile driver e donkey punch. Sem falar na favorita de Mr. Garrison: olho de peixe.

9. The China Probrem (s12e08)

Neste episódio épico, Cartman (o favorito de 9 entre 10 fãs da série) é atormentado por pesadelos depois de assistir aos Jogos Olímpicos de Pequim e desesperadamente tenta evitar o que ele chama de “invasão chinesa da América”. Mas, se fazer piada com uma nação já não fosse suficientemente controverso, o episódio também apresentou uma subtrama digna de hollywood – se é que fazem filmes pornô por lá. Isso porque, segundo os guris, Indiana Jones & O Reino da Caveira de Cristal é um filme tão ruim que George Lucas e Steven Spielberg devem ter estuprado Indiana… ou Harrison Ford. O que, é claro, foi mostrado várias vezes durante o episódio. Ah! Um stormtrooper também foi molestado pela dupla de diretores.

8. Scott Tenorman Must Die (s05e01)

Pobre Scott. Pobre Scott. Por quê? Bom, porque esse é, muito provavelmente, o episódio mais macabro de South Park. Tudo graças a um gordo FDP chamado Cartman. Neste episódio, Scott Tenorman, um guri da nona série, vende pelos pubianos a Cartman por 10 dólares, dizendo-lhe que isso ajudaria o gordinho a atingir a puberdade. Percebendo que está sendo enganado, Cartman começa a planejar sua vingança e tenta treinar um pônei a morder o pênis de Scott e servi-lo um prato de chilli feito com os restos do pai de seu inimigo. O episódio termina, de forma extremamente perturbadora, com Cartman lambendo as “lágrimas de tristeza” do rosto de Scott. Mais chocante que isso foi descobrir, algum tempo depois, que o pai de Scott também era o pai do próprio Cartman. Ou seja, Cartman matou, desossou e triturou seu próprio pai. Menos mal que o chilli ficou uma delícia. Ah! O Radiohead aparece nesse episódio. Foda!

7. It Hits the Fan (s05e02)

Este é o episódio em que os habitantes de South Park falam “merda” apenas 162 vezes. Achou pouco?

6. Bloody Mary (s09e14)

Que tal fazer um episódio em que a mãe de Jesus apareça com um sangramento anal? Milagre televisivo? Não. Apenas South Park em seu ápice.

5. Super Best Friends (s05e03)

Neste episódio, o mágico David Blaine vai a South Park e inicia um culto chamado “Blaintology”. Mais tarde, o culto de Blaine é flagrado incentivando seus membros a cometerem suicídio em massa. Para impedir os planos do mágico, eis que surge uma espécie de “Liga da Justiça” da religião formada por Jesus, Buda, Moisés, Joseph Smith, Krishna, Lao Zi, Man Sea (sim) e, mais ousado ainda, Maomé. No final, Blaine acaba voando para longe em um foguete, enquanto Stan anuncia a todos que qualquer religião que o obriga a desistir de seu dinheiro ou do controle de sua vida é, na verdade, meramente um culto.

4. Cartoon Wars (s10e03)

Que tal comprar briga com outra série animada de sucesso? Bem o tipo da galera de South Park, que escolheu bater em “Uma Família da Pesada” e gerou o maior “bafafá” entre os produtores. Aliás, dizem que o pessoal de “Os Simpsons” gostou tanto do episódio que até enviou uma cesta de flores para o estúdio do South Park.

3. Hell on Earth (s10e11)

Seis semanas após o apresentador de TV Steve Irwin morrer por causa do ferrão de uma arraia que atravessou seu peito, eis que alguém aparece no Halloween do diabo fantasiado de Steve Irwin com uma arraia atravessada no corpo. Mau gosto? Até Satan concordou. Um amigo da família Irwin emitiu um comunicado dizendo que o episódio “foi longe demais, cedo demais “.

2. 200 e 201 (s14e05/06)

Os episódios de número 200 e 201 agradaram todos os tipos de público. Afinal, todo mundo gosta de ver Stan ofendendo Tom Cruise. Infelizmente, diversas celebridades não gostaram da atitude de Stan e resolveram processar a cidade de South Park. Mais tarde, Tom Cruise diz para os nossos heróis que a única maneira de parar o processo é convocar Maomé. Depois de obter ameaças de morte de um site extremista muçulmano, o Comedy Central acabou censurando o episódio.

1. Trapped in the Closet (s09e12)

Este episódio ficou marcado como o episódio que assassinou a reputação da Cientologia, a “religião” de Tom Cruise (ele de novo). Se já não fosse o suficiente, Tom Cruise, revoltado com o enredo (e por ter sido enclausurado em um armário junto de John Travolta), o ator ameaçou não divulgar o filme Missão Impossível III se o episódio fosse ao ar. Este foi um assunto espinhoso para o Comedy Central, visto que o canal é do mesmo grupo que controla o estúdio Paramount Pictures, responsável pelo filme de Cruise. Foi por causa desse mesmo episódio que Isaac Hayes, o Chef, largou o programa.

E aí, concorda com essa lista? Qual episódio você considera o mais controverso de South Park?